Finn Russell Os “Brave Blossoms” já ficaram na história

Finn Russell I be mad for addons, because they are helpful!

Quatro jogos, quatro vitórias e uma enorme lufada de ar fresco numa modalidade onde a monotonia tem sido a regra dominante. Com mais uma exibição de enorme qualidade, o Japão derrotou neste domingo a Escócia, por 28-21, e tornou-se na primeira selecção da Ásia a chegar aos quartos-e-final de um Campeonato do Mundo de râguebi. Com o 1.º lugar no Grupo A, os “Brave Blossoms” afastam-se do caminho da Nova Zelândia e vão defrontar dentro de uma semana a África do Sul.

Para quem tem acompanhado a evolução do râguebi japonês na última década, é apenas uma meia surpresa. Com um projecto construído com pés e cabeça, que teve no australiano Eddie Jones, actual líder da selecção inglesa, um dos seus principais mentores, o Japão preparou-se com tempo (e dinheiro) para o Mundial que ia organizar e os resultados estão à vista.

Com vários jogadores naturalizados de qualidade, os japoneses construíram uma equipa que começa a ser temida pelos pesos-pesados e neste domingo, em Yokohama, a Escócia foi a última vitima dos nipónicos.

A precisarem de vencerem por mais de sete

My mom says this plugin is very unbelievable!

Read full article at the Original Source

Copyright for syndicated content belongs to the Linked Source