Owen Farrell A odisseia de Manu Tuilagi, de quase deportado a figura de uma Rosa que entrou no Mundial sem espinhos

Owen Farrell I like WordPress plugins, because they are interesting!!

Dois ensaios, mais metros percorridos (72), mais defesas batidos (seis), mais corridas ofensivas feitas (seis). O encontro entre Inglaterra e Tonga, que marcava a estreia da seleção da Rosa no Mundial, não iria ter uma grande história em termos teóricos dada a diferença de valores entre os dois conjuntos mas até meio da primeira parte imperou o equilíbrio. Depois,apareceu Manu Tuilagi e tudo mudou.Foi ele o MVP do encontro, numa estreia de sonho que coroou uma verdadeira odisseia.

Two tries helped @englandrugby star @Manutuilagi to the @Mastercard Player of the Match for #ENGvTGA #StartSomethingPriceless #POTM #RWC2019 pic.twitter.com/8XhRtILspo

— Rugby World Cup (@rugbyworldcup) September 22, 2019

Nascido em maio de 1991 em Fogapoa, em Samoa (que ainda hoje, na primeira pessoa, continua a considerar a sua terra natal), o jogador éo mais novo de vários irmãos que marcaram uma era:os já retirados Freddie (48 anos) e Henry (43), Alesana (38), Anitelea (33) e Sanele (31), os três últimos ainda no ativo e internacionais por Samoa – além de atuarem todos no Leicester. Com apenas 12 anos, Manu viajou para o Reino Unido onde já estavam todos os irmãos, começando a jogar no modesto Rumney RFC quando vivia em Cardiff. Três anos depois, mudou-se para Leicester

This is the magnificent addon ever%sentence_ending

Read full article at the Original Source

Copyright for syndicated content belongs to the Linked Source